06/12/2017 10h18 - Atualizado em 06/12/2017 12h18

Escola Estadual do Espírito Santo vence a 4ª edição do Prêmio Respostas Para o Amanhã

O projeto “Des-pó-luir”, da Escola Estadual Almirante Barroso, localizada em Vitória, foi destaque na premiação da 4ª edição do Prêmio Respostas Para o Amanhã. O anúncio da classificação dos cinco vencedores foi feito durante uma celebração realizada nesta terça-feira (05), em São Paulo.

O projeto desenvolvido pelos estudantes da 2ª série do Ensino Médio, juntamente com a professora Ívina Langsdorff Santana, que leciona a disciplina de Química, tem como intuito desenvolver supressores de poeira sustentáveis para aplicar no transporte do minério de ferro, diminuindo assim a poluição atmosférica do pó preto em Vitória.

Os cinco vencedores receberam dois notebooks Samsung (um para o professor e outro para o diretor), além de tablets da marca para cada aluno da sala, um troféu de Vencedor Nacional e medalhas.

Segundo a professora Ívina, a sensação de receber o prêmio é de grande satisfação. “Estamos muito felizes em estar entre os cinco finalistas. Isso significa que conseguimos elaborar um bom projeto. O sentimento que tenho é de dever cumprido. Espero que, a partir de agora, os alunos entendam a importância que nossos projetos têm para o aprendizado e para a vida deles”, explicou.

Para a diretora da unidade, Ana Beatriz Ribeiro Ferreira, participar do prêmio foi uma experiência muito boa. “Esse evento serviu para motivar os alunos a participaram mais das ações desenvolvidas pela escola. Eles estão ansiosos para receber os tablets e nós da equipe pedagógica estamos muito felizes por mais essa conquista”, afirmou.

A premiação

O prêmio é uma realização da Samsung com a coordenação geral do Cenpec e o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da Rede Latino-americana de Organizações Sociais para a Educação (Reduca), entre outros parceiros regionais e locais para dar visibilidade aos projetos.

Neste programa, professores e alunos da rede pública são estimulados a utilizarem conceitos das Ciências da Natureza e da Matemática. O objetivo é encontrar soluções para problemas reais das comunidades onde as escolas estão instaladas.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação / SEDU
Vivian Camargo / Flávia Zambrone / Gustavo Pereira
Texto: Emanoele Rocha

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard