19/05/2017 17h40 - Atualizado em 19/05/2017 17h48

Patrulha Escolar é ampliada e passa a atender todas as escolas estaduais da região metropolitana

As escolas estaduais da região metropolitana vão contar com reforço na segurança. Foi assinado pela Secretaria de Estado da Educação (Sedu) e a Secretaria de Estado da Segurança Pública, por meio da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), nesta sexta-feira (19), o termo de cooperação técnica que amplia, renova e reforça a atuação da Patrulha Escolar.

O atendimento da Patrulha Escolar passará a contemplar todas as 159 escolas da região metropolitana, beneficiando mais de 122 mil estudantes dos municípios de Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Viana, Fundão e Guarapari.

Na oportunidade, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Nylton Rodrigues, anunciou que futuramente a Patrulha Escolar será contemplada com uma Companhia de Polícia Especial e disse que o projeto foi institucionalizado, porque a corporação entende que ele deve se perpetuar.

 “A Polícia Militar na sociedade possui uma grande importância e em nome da corporação digo que queremos ajudar o educador, que nós queremos contribuir com essa atividade que é mais importante de todas dentro da nossa sociedade, que é a atividade de educar. Às vezes, quando a gente pensa que a Polícia Militar vai ajudar nas escolas, a gente logo acha que vai fazer ali o patrulhamento ostensivo fora. Mas nós queremos estar dentro do local, assessorando os professores e os diretores, e servindo como inspiração, bom exemplo a ser seguido, de postura, compostura, apresentação pessoal, solucionador de conflitos dentro da escola. Então, o policial militar tem que lutar muito pela força do exemplo, acho que é essa a maior missão da Patrulha Escolar”, ressaltou o comandante.

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social, André Garcia, enfatizou que esta iniciativa é muito importante. “O professor passa instrução para os nossos filhos, nossos pequenos cidadãos que ainda vão se desenvolver na vida. Nós devemos preparar os nossos filhos para que sejam bem recebidos pelos nossos mestres, pois foi assim que eu aprendi no Colégio Militar em Recife: respeitar os professores sempre”.

O secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha, comemorou a parceria. “É com imensa alegria que celebramos essa parceria. Hoje, atingimos um padrão de excelência, atendendo todas as escolas da Grande Vitória. É importante que as ações da Patrulha Escolar sejam ampliadas, pois os militares nos ajudam a trabalhar as competências emocionais dos nossos estudantes. A presença dos policiais traz conforto e auxilia neste trabalho”.

O novo quadro da Patrulha Escolar será composto por aproximadamente 40 policiais militares, ligados diretamente ao Comando de Polícia Ostensiva Metropolitano (CPOM), tendo como comandante o Cel. Alexandre Ofranti Ramalho, com possibilidade de acréscimo no decorrer do convênio e nas futuras renovações, para atuação no Sistema de Segurança Escolar (Sise), em ações preventivas de segurança, junto às escolas.

Além disso, 12 viaturas serão disponibilizadas para que os policiais possam realizar as visitas às escolas e todas as equipes terão um aparelho celular para facilitar a comunicação entre a escola e os militares, buscando construir junto com a comunidade escolar um ambiente saudável com a participação efetiva de todos.

Outra novidade é uma nova plataforma para o registro de ocorrência online, que será utilizada pelos militares para controle das ocorrências. Ela possui um sistema próprio, no qual o policial poderá acessar pela internet, em qualquer lugar, para registro e consulta.

Para a diretora Ivy Rocha, da Escola Estadual Catharina Chequer, que fica no bairro Novo México, em Vila Velha, a Patrulha Escolar desempenha um papel fundamental e de extrema importância. “Nos atendem prontamente trazendo segurança e nos ajudam a construir um vínculo maior com a comunidade local. Estou muito contente com a notícia da ampliação”.

O diretor da Escola Estadual Vila Nova de Colares, na Serra, Ramon Sant'Ana Barcellos, afirmou que a Patrulha Escolar é uma grande parceira da escola. “Nos ajudam tanto na questão da segurança, quanto no lado pedagógico. Na minha escola pude observar que a presença dos militares melhorou o convívio e o entendimento entre os estudantes”, afirmou.

O projeto

Os profissionais que atuam na Patrulha Escolar são policiais militares que realizam patrulhamento preventivo das unidades escolares da rede estadual de ensino, atuando na orientação dos procedimentos a serem adotados em relação aos casos de ocorrências relacionados à violência, fluxo de atendimento para acompanhamento dos casos de ato infracional e orientações gerais.

A equipe também participa de reuniões e eventos com as famílias; desenvolve projetos e outras propostas que envolvam os alunos; aborda a diversidade do cotidiano escolar, como palestras sobre bullying; procedimentos de pais com filhos estudantes, docentes e sobre o Estatuto da Criança e Adolescente.

Com a renovação, a partir de agora, também serão disponibilizados três pedagogos, para compor a equipe: dois vão atuar no Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Pública, em Cariacica, e um na Diretoria de Ensino, Instrução e Pesquisa (DEIP), em Vitória.

De 2010 a 2016, foram realizados 29.305 atendimentos preventivos e 811 atendimentos repressivos. Somente em 2016, foram feitos 5.522 atendimentos preventivos e 112 repressivos.

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação/SEDU

Vivian Camargo/ Flávia Zambrone

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard