Coordenadores de Pais

I – Foco do Projeto Coordenadores de pais .

Ser um elo entre a escola, a família e a comunidade, desenvolvendo ações que propiciam e facilitam o envolvimento dos pais no cotidiano escolar, auxiliando-os a acompanhar e apoiar o aprendizado para o sucesso escolar dos seus filhos.

 Os principais objetivos da função dos Coordenadores de Pais são: combater a evasão escolar, o absenteísmo, a indisciplina na escola e aproximar a escola dos familiares e os familiares da escola.

II – Ações do coordenador de pais:

O coordenador de pais desenvolve ações que propiciam a entrada e o envolvimento das famílias no cotidiano escolar, em especial, no cotidiano escolar de seu filho/aluno.

Algumas das principais atribuições do Coordenador de Pais:

  • Criação de estratégias de aproximação com alunos, famílias e escola;
  • Estar presente nos horários de entrada e de saída dos alunos, no recreio e nos horários de intervalo das aulas para contato com os pais e estreitamento de laços com os alunos;
  • Acolhimento e atendimento aos pais que procuram a escola diariamente (visitas espontâneas ou agendadas);
  • Acolhimento e orientação aos alunos que apresentam vulnerabilidades;
  • Acompanhamento da frequência dos alunos para intervenções no caso de faltas recorrentes;
  • Preparação do Dia da Família na Escola, conforme o calendário SEDU, e mobilização para participação dos pais;
  • Visita aos domicílios dos alunos, a fim de resgatar os faltosos e incentivar os fragilizados, bem como orientar as famílias a acompanhar a vida escolar de seus filhos;
  • Mapeamento e contato com as instituições e serviços sociais da comunidade para viabilizar o atendimento aos alunos e às respectivas famílias.

III – O Papel da SEDU e o papel das Superintendências na viabilização do PCP:

  • A SEDU coordena todo o projeto por meio de seus técnicos da SEDU Central;
  • Os técnicos das Superintendências são responsáveis pelo acompanhamento do projeto nas escolas;
  • Os gestores (diretor e pedagogo) são os responsáveis “diretos” pelo projeto na escola (a responsabilidade maior é do diretor).

 

IV - STATUS DO PROJETO NO ANO DE 2016:

  • 16 Coordenadores de Pais;
  • 16 Escolas Estaduais contempladas com o PCP;
  • 04 Superintendências Regionais de Educação envolvidas;
  • 04 Tutoras;
  • 01 Coordenadora Local (contratada pela FIS);
  • 03 Instituições Parceiras (Instituto FUCAPE, FIBRIA e Fundação Itaú Social (FIS)).

 

V - Ações metodológicas para implantação.

A Fundação Itaú Social (FIS) é a detentora das tecnologias referentes à interação com alunos e famílias. As etapas metodológicas para a sua implantação e execução são bem definidas:

Processo Seletivo, Formação Inicial, Formação Centralizada e Descentralizadas, Gestão Compartilhada, Acompanhamento, Monitoramento e Avaliação.

 

VI - Monitoramento do PCP.

Este ano o monitoramento do PCP, tem sido feito em conjunto, através da equipe do CIEDS, contratada pela FIS e pelas técnicas da SEDU e das Regionais. Os instrumentos de registros e coleta dos dados, referentes à atuação dos CPs, são do sistema Survey Monkey e estão em fase de testagem. Esperamos, com essa iniciativa dar  maior agilidade e precisão na coleta e na sintetização dos resultados.

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard