07/11/2018 09h32 - Atualizado em 07/11/2018 11h33

Trilha Matemática: jogo dinamiza aulas em escola estadual na Serra

Desenvolver o raciocínio lógico matemático, a concentração, utilizando cálculo mental, estratégias pessoais e procedimentos de cálculo. Esses foram os objetivos que levaram os estudantes dos 6º e 7º anos do Ensino Fundamental da Escola Estadual Silvio Egito Sobrinho, localizada na Serra, a participar de um projeto de Matemática.

Durante a ação, o 7º ano construiu um jogo com o tema “Trilha Matemática” e as turmas dos 6º anos contribuíram testando a atividade. O evento foi coordenado pela professora de Matemática Franciane de Souza, com a ajuda da pedagoga Bruna Emanoelle de Oliveira Gomes.

Segundo a professora Franciane, a ideia inicial foi transformar suas aulas em momentos mais divertidos e atraentes para os educandos. “A Trilha Matemática é um projeto no qual podemos explorar a criatividade, o raciocínio lógico e o trabalho em equipe, fazendo com que o aluno aprenda o conteúdo de forma prazerosa, contribuindo assim na diminuição da aversão pela disciplina. O interesse, o entusiasmo e o comprometimento das turmas me chamou muita atenção nessa experiência”, explicou.

De acordo com Isabela da Silva Nogueira, do 7º ano, “foi muito legal construir essa ação. Com ele aprendemos a trabalhar em equipe, respeitando as diferenças de cada um. Chegamos à conclusão de que podemos aprender Matemática brincando”, disse.

Para a coordenadora Bruna, a atividade contribuiu muito para o aprendizado dos estudantes. “Eles aprenderam a trabalhar em equipe, resolvendo desafios de forma colaborativa, lúdica e divertida. Desenvolveram cálculos de forma prática para confeccionar a trilha matemática. Este projeto tornou a matemática uma matéria interessante e de fácil compreensão”, afirmou.

 “Foi uma experiência muito boa, aprendi a importância do trabalho em equipe, do respeito e da amizade que temos uns com os outros. Consegui compreender com mais facilidade alguns cálculos matemáticos”, contou o educando Ryan Cardoso Soares Rocha, do 7º ano.

O aluno Emerson Robson Conceição Santos, do 7º ano, falou sobre a nova experiência. “Essa ação mostrou como é importante trabalhar em equipe e ter organização para o sucesso. Pude observar que a matemática está presente no nosso dia a dia, e mesmo brincando conseguimos aprender”.

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação / Sedu
Vivian Camargo / Flávia Zambrone / Gustavo Pereira
Texto: Emanoele Rocha

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard