Avaliações Nacionais

PISA Programme for International Student Assessment

O Programme for International Student Assessment (Pisa) – Programa Internacional de Avaliação de Estudantes – é uma iniciativa de avaliação comparada, aplicada de forma amostral a estudantes matriculados a partir do 7º ano do ensino fundamental na faixa etária dos 15 anos, idade em que se pressupõe o término da escolaridade básica obrigatória na maioria dos países. As avaliações do Pisa ocorrem a cada três anos e abrangem três áreas do conhecimento: Leitura, Matemática e Ciências.

O objetivo do Pisa é produzir indicadores que contribuam para a discussão da qualidade da educação nos países participantes, de modo a subsidiar políticas de melhoria do ensino básico. A avaliação procura verificar até que ponto as escolas de cada país participante estão preparando seus jovens para exercer o papel de cidadãos na sociedade contemporânea.

- O Espírito Santo alcançou a primeira colocação em relação a todos os Estados do Brasil em todas as áreas na última avaliação do PISA, realizada em 2015.

        Tabela 1: Colocação obtida pelo Espírito Santo no PISA 2009, 2012 e 2015.                                      

         

                                    Fonte: INEP

Outras informações sobre o PISA no link: http://inep.gov.br/web/guest/pisa

 

IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) foi criado em 2007 e reúne, em um só indicador, os resultados de dois conceitos: o fluxo escolar (que representa a taxa de aprovação dos estudantes) e as médias de desempenho nas avaliações. O índice varia de zero a dez e é importante por ser condutor de política pública em prol da qualidade da educação. Trata-se de uma ferramenta para acompanhamento das metas de qualidade do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) para a educação básica, que tem estabelecido, como meta, que em 2022 o IDEB do Brasil seja 6,0 – média que corresponde a um sistema educacional de qualidade comparável a dos países desenvolvidos.

Os dados sobre aprovação são retirados do Censo Escolar e os dados relacionados ao desempenho são retirado da nota obtida em um exame padronizado, o SAEB. As notas atribuídas aos municípios e redes de ensino variam de 0 a 10. Apesar de ter sido criado em 2007, sua primeira medição é referente ao ano de 2005.

Mudanças no Saeb a partir de 2019. No mês de junho de 2018, o MEC anunciou algumas mudanças para o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), dentre outras, destacamos:

 

  • A Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA), a Avaliação Nacional do Rendimento Escolar (Anresc, ou Prova Brasil) e a Avaliação Nacional da Educação Básica (Aneb) perdem as nomenclaturas e serão agrupadas sob o mesmo nome: Saeb, acompanhado da etapa correspondente;

 

  • A Educação Infantil será incluída no sistema de avaliação, mas os questionários serão respondidos pelos professores;

 

  • As provas que antes tinham datas diferentes de aplicação passarão a ser nos anos ímpares, enquanto os resultados nos anos pares;

 

  • Alunos a partir do 9º ano do Ensino Fundamental passarão a fazer provas também de Ciências da Natureza e Ciências Humanas, mas o Ideb não irá considerar esses resultados para continuar com a série histórica, já que nos anos anteriores tais áreas não foram contempladas;

 

  • A avaliação da alfabetização será antecipada para o 2º ano, que antes era no 3º ano do Ensino Fundamental, visto que a BNCC prevê o fim do ciclo no 2º ano;

 

  • Criação de matrizes de avaliação para as novas áreas e segmentos que serão avaliados;

 

  • As provas irão contemplar as competências e habilidades previstas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Já as provas para o Ensino Médio ainda não serão afetadas, visto que a Base ainda está em processo de discussão;

 

Tabela 2: Resultados IDEB Brasil e Espírito Santo da Rede Estadual

2007, 2009, 2011, 2013, 2015 e 2017.

Modalidade

Localidade

Ano

2007

2009

2011

2013

2015

2017

Ensino Fundamental - Anos Iniciais

ES

4,1

5,0

5,0

5,3

5,5

5,9

Brasil

4,3

4,9

5,1

5,4

5,8

6,0

Ensino Fundamental - Anos Finais

ES

3,6

3,8

3,7

4,0

4,0

4,4

Brasil

3,6

3,8

3,9

4,0

4,2

4,5

Ensino Médio

ES

3,2

3,4

3,3

3,4

3,7

4,1

Brasil

3,2

3,4

3,4

3,4

3,5

3,5

Fonte: INEP


Tabela 3: Colocação obtida pelo Espírito Santo no IDEB Rede Estadual

2007, 2009, 2011, 2013, 2015 e 2017.

Fonte: INEP

Tabela 4: Evolução da colocação obtida pelo Espírito Santo no IDEB Rede Estadual  2007, 2009, 2011, 2013, 2015 e 2017.

Os resultados por escola podem ser consultados no link:

http://portal.inep.gov.br/web/guest/educacao-basica/ideb/resultados

PAEBES – Programa de Avaliação da Educação Básica do Espírito Santo

O PAEBES teve início no ano de 2009 e visa avaliar os estudantes do Ensino Fundamental e Médio do Espírito Santo das escolas da rede estadual, redes municipais associadas e escolas particulares participantes, em relação ao nível de apropriação dos estudantes em Língua Portuguesa e Matemática (de todas as etapas avaliadas) e, em anos alternados, em Ciências Humanas e Ciências da Natureza (a partir do 9º ano EF).

Os resultados são alocados em Padrões de Desempenho que são categorias definidas a partir de cortes numéricos que agrupam os níveis da Escala de Proficiência, com base nas Metas educacionais estabelecidas pelo PAEBES. Esses cortes dão origem a quatro Padrões de Desempenho, os quais apresentam o perfil de desempenho dos estudantes: Abaixo do Básico, Básico, Proficiente e Avançado.

São avaliados o 1º, 2º, 3º, 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e a 3ª Série do Ensino Médio.

Tabela 4: Resultados do PAEBES ALFA Ensino Fundamental 1º, 2º e 3º Anos da Rede Estadual – 2009 a 2017.

Fonte: SEDU/GEIA/SAE

 

Tabela 5: Resultados do PAEBES ALFA Ensino Fundamental 5º e 9º Anos e Ensino Médio 3ª Série da Rede Estadual – 2010 a 2017.

Fonte: SEDU/GEIA/SAE

Para detalhamento da metodologia e dos resultados, acesse o site do PAEBES.

 

 

ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio

O ENEM foi criado em 1998 com o objetivo de avaliar o desempenho do estudante ao fim da educação básica, buscando contribuir para a melhoria da qualidade desse nível de escolaridade. A partir de 2009 as informações obtidas a partir dos resultados do ENEM, passaram a ser utilizada como mecanismo de seleção para o ingresso no ensino superior, por meio do SISU- Sistema de Seleção Unificado. Atualmente, o SISU é a principal forma de ingresso nos cursos superiores, substituindo os tradicionais vestibulares. Também por meio da nota do ENEM, os estudantes podem ter acesso a programas governamentais de financiamento estudantil (FIES) ou de apoio ao estudante da educação superior. No âmbito nacional temos o Programa Universidade para todos (PROUNI) e no âmbito estadual temos o Programa Nossa Bolsa.  A partir de 2017 o MEC não liberou mais o resultado do ENEM por escola.

Outras informações sobre o ENEM no link: https://enem.inep.gov.br/

 

 

Informações Adicionais

Subgerênca de Estatísticas Educacionais

Tel: (27) 3636-7816 | 3636-7817

E-mail: estatistica@sedu.es.gov.br

 

Subgerênca de Avaliação Educacional

Tel: (27) 3636-7813 | 3636-7812

E-mail: avaliacao@sedu.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard