IDEB

  • IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica

    O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) foi criado em 2007 e reúne, em um só indicador, os resultados de dois conceitos: o fluxo escolar (que representa a taxa de aprovação dos estudantes) e as médias de desempenho nas avaliações. O índice varia de zero a dez e é importante por ser condutor de política pública em prol da qualidade da educação. Trata-se de uma ferramenta para acompanhamento das metas de qualidade do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) para a educação básica, que tem estabelecido, como meta, que em 2022 o IDEB do Brasil seja 6,0 – média que corresponde a um sistema educacional de qualidade comparável a dos países desenvolvidos.

    Os dados sobre aprovação são retirados do Censo Escolar e os dados relacionados ao desempenho são retirado da nota obtida em um exame padronizado, o SAEB. As notas atribuídas aos municípios e redes de ensino variam de 0 a 10. Apesar de ter sido criado em 2007, sua primeira medição é referente ao ano de 2005.

    Mudanças no Saeb a partir de 2019. No mês de junho de 2018, o MEC anunciou algumas mudanças para o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), dentre outras, destacamos:

     

    • A Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA), a Avaliação Nacional do Rendimento Escolar (Anresc, ou Prova Brasil) e a Avaliação Nacional da Educação Básica (Aneb) perdem as nomenclaturas e serão agrupadas sob o mesmo nome: Saeb, acompanhado da etapa correspondente;

     

    • A Educação Infantil será incluída no sistema de avaliação, mas os questionários serão respondidos pelos professores;

     

    • As provas que antes tinham datas diferentes de aplicação passarão a ser nos anos ímpares, enquanto os resultados nos anos pares;

     

    • Alunos a partir do 9º ano do Ensino Fundamental passarão a fazer provas também de Ciências da Natureza e Ciências Humanas, mas o Ideb não irá considerar esses resultados para continuar com a série histórica, já que nos anos anteriores tais áreas não foram contempladas;

     

    • A avaliação da alfabetização será antecipada para o 2º ano, que antes era no 3º ano do Ensino Fundamental, visto que a BNCC prevê o fim do ciclo no 2º ano;

     

    • Criação de matrizes de avaliação para as novas áreas e segmentos que serão avaliados;

     

    • As provas irão contemplar as competências e habilidades previstas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Já as provas para o Ensino Médio ainda não serão afetadas, visto que a Base ainda está em processo de discussão;

 

Os resultados por escola podem ser consultados no link: http://portal.inep.gov.br/web/guest/educacao-basica/ideb/resultados

 

Informações Adicionais

Subgerênca de Estatísticas Educacionais

Tel: (27) 3636-7817

E-mail: estatistica@sedu.es.gov.br

 

Subgerênca de Avaliação Educacional

Tel: (27) 3636-7813 | 3636-7812

E-mail: avaliacao@sedu.es.gov.br

 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard